Estudos Bíblicos

"Prossigamos até a perfeição" Hb 6:1

Você está aqui: HomeEstudos Bíblicos Comentário Bíblico Artigos O fardo e o jugo de Jesus

Patrocínio

O fardo e o jugo de Jesus

Quem ensinou a carregar fardos pesados para fugir da ira divina? É preciso aos cansados e oprimidos arrependerem-se, ou seja, mudar o entendimento quanto a salvação, pois o ensinamento dos escribas e fariseus não livra da ira futura. Primeiro é preciso tomar sobre si o jugo de Jesus, e então o homem estará apto a levar o fardo de Jesus, que é conforme o seu ensino.

Jesus deixa claro que somente o seu jugo traz alivio e descanso aos cansados e oprimidos.

Somente aqueles que, diante da mensagem de Jesus reconhecem que estão cansados e oprimidos e aceitam a sua oferta, obterão alivio "Vinde a mim (...) Tomai sobre vós..." ( Mt 11:28 -29). Serão aliviados todos quantos 'tomarem sobre si' o jugo de Jesus, ou seja, todos que se sujeitarem (submeterem) ao senhorio de Jesus.

Todos os homens estavam sob o 'jugo' do pecado por serem descendentes de Adão, uma vez que todos nasceram em sujeição ao pecado Sl 51: 5. É por isso que Paulo disse: "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus" ( Rm 3:23 ).

A condição de sujeição ao pecado é proveniente da queda de Adão, pois o pecado entrou no mundo por causa dele ( Rm 5:12 ). De igual modo, somente através de Jesus Cristo (último Adão) é possível os homens receberem o dom da justiça ( Rm 5:17 ).

Cristo (último Adão) liberta o homem da condição de sujeição ao pecado, pois todos que aceitam o convite por fé (vinde a mim) recebem poder para serem de novo criados filhos de Deus, ou seja, em sujeição a Deus ( Jo 1:12 ).

Paulo orienta os cristãos para continuarem firmes na nova condição adquirida por estarem 'em Cristo' (aquele que está 'em Cristo' nova criatura é), não voltando a submeterem-se à servidão do pecado, na condição de filhos da ira e da desobediência em Adão "Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão" ( Gl 5:1 ).

O jugo de Jesus é 'suave' porque não envolve trabalho "Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados" ( 1Jo 5:3 ). O amor de Deus revelado aos homens é Cristo, e os homens precisam crer nele, pois este é o mandamento de Deus ( Jo 6:29 ).

Ora, crer em Cristo não demanda esforço da parte do homem, pois é Deus quem trabalha para que a confiança do homem esteja nele "Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera" ( Is 64:4 ).

O jugo da servidão ao pecado proveniente da queda de Adão é um 'peso', pois promove cansaço e opressão. Para os filhos da ira não há descanso! Para os filhos da desobediência de Adão não há liberdade! Todos eles nasceram em sujeição ao pecado e 'vivem' para o mundo sob a pena que lhes foi imposta: a morte "E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão" ( Hb 2:15 ).

Somente aqueles que estavam sujeitos ao jugo do pecado e sentiram medo da condenação (morte), e creram que a morte de Cristo pode aniquilar quem tinham o império da condenação, o diabo, entraram para o descanso prometido por Deus ( Hb 2:14 ).

Perceba que há dois jugos: um jugo proveniente da desobediência de Adão, e outro jugo proveniente da obediência de Cristo "Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos" ( Rm 5:19 ).

Em Adão e em Cristo há dois jugos que a humanidade submetem-se: "Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?" ( Rm 6:16 ), o que não pode ser confundido com fardo.

A sujeição a Cristo, ou o 'tomar o jugo de Cristo' e o mesmo que 'obediência da fé', uma vez que o convite: "Vinde a mim...", é uma das maneira de Cristo manifestar-se aos homens conforme a escritura dos profetas ( Is 55:1 -3). Ele anunciou o mandamento de Deus a todas as nações que é: 'creiam naquele que Ele enviou' de várias maneiras "Mas que se manifestou agora, e se notificou pelas Escrituras dos profetas, segundo o mandamento do Deus eterno, a todas as nações para obediência da fé" ( Rm 16:26 ).

Conceituamos o que é jugo, agora resta saber o que é fardo.

A resposta encontra-se neste verso: "Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com o dedo querem movê-los" ( Mt 23:4 ).

Jesus ensinou os seus discípulos e a multidão que a doutrina dos que se assentavam no lugar de Moisés (escribas e fariseus) consistia somente em mandamentos e regras 'pesadas' que nem mesmo os seus idealizadores cumpriam ( Mt 23:2 e 4).

Os escribas e fariseus estavam enfatuados quando ensinavam a lei e os profetas, conforme protestou Isaias: "Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído" ( Is 29:13 ).

Patrocínio

Depoimentos

left
"A concepção mais excelente de amor foi alterada com a dinâmica da língua, mas a essência do amor permanece inviolável".
 

Lançamento

left
Acesse a loja do portal Estudo Bíblico e adquira o livro 'A Obra que demonstra Amor a Deus'.