Estudos Bíblicos

"Prossigamos até a perfeição" Hb 6:1

Você está aqui: HomeNovo Testamento O Evangelho Evangelhos Evangelho segundo Lucas As Boas Novas do anjo Gabriel

Patrocínio

As Boas Novas do anjo Gabriel

O arauto do Senhor foi anunciado pelo anjo como grande, porém, andava vestido de vestes de pelos de camelo, um cinto de couro em torno de seus lombos e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre. Que se dirá do Filho de Davi que foi chamado profeticamente de Senhor pelo seu pai ( Sl 110:1 ; Mt 22:41 -45), mas ele não possuía um lugar para repousar a cabeça?

O médico Lucas iniciou a escrita da narrativa do seu evangelho informando a Teófilo como se deu o anúncio e nascimento de João Batista.

À época do evangelista, muitos se empenharam em registrar os eventos que envolveram a pessoa de Cristo conforme a narrativa das pessoas que presenciaram Suas ações e ouviram a Sua mensagem ( Lc 1:1- 4).

Ao fazer referência ao rei da Judéia, Herodes, o evangelista situa a história no tempo.

Ele informa que houve um sacerdote da ordem de Abias, de nome Zacarias, da descendência de Arão, cuja mulher era Isabel ( Lc 1:5 ).

Lucas enfatiza que ambos, Zacarias e Isabel eram justos perante Deus porque se submeterem aos mandamentos e preceitos do Senhor. É importante notar o fato de o evangelista não ter destacado que eles eram justos por cumprirem os preceitos e mandamentos da lei e sim, os preceitos e mandamentos do Senhor ( Lc 1:6 ); "E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé" ( Gl 3:11 ).

Assim como Abraão cumpriu todos os mandamentos e as leis de Deus antes mesmo de ser entregue a lei mosaica, como se lê: "Porquanto Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos, e as minhas leis" ( Gn 26:5 ), o sacerdote Zacarias e sua mulher Isabel eram justos diante de Deus pelo mesmo motivo que Abraão.

Qualquer que obedece à voz de Deus, que é crer em sua promessa, é justificado como o crente Abraão "Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça" ( Rm 4:3 ).

Aquele que obedece à voz (palavra) de Deus cumpre cabalmente o mandado, os preceitos, os estatutos e as leis de Deus. Tudo isso Abraão cumpriu quando creu que, através do seu Descendente, Deus havia de fazer todas as famílias da terra bem-aventuradas ( Gl 3:6 ; Gn 12:3 ).

O evangelista destaca que o casal não tinha filhos porque Isabel era estéril, e que ambos eram avançados em idade ( Lc 1:7 ). Tudo o que o médico Lucas destaca constitui-se pano de fundo para os eventos que se seguiram: “E aconteceu que, exercendo ele o sacerdócio diante de Deus, na ordem da sua turma, segundo o costume sacerdotal, coube-lhe em sorte entrar no templo do Senhor para oferecer o incenso. E toda a multidão do povo estava fora, orando, à hora do incenso” ( Lc 1:8 -10).

Pela narrativa, fica explícito que Zacarias foi sorteado para adentrar naquele ano no Santo dos santos ( Lv 16:34 ; Hb 9:7 ). Para exercer tal oficio, teve que seguir todas as prescrições contidas no livro de Levítico, no capítulo 16, pois ofereceria sacrifícios por si e pelo povo.

Através de uma analise do livro de Levítico, é possível determinar que o sumo sacerdote Zacarias já havia oferecido o novilho da expiação por si e pela sua casa ( Lv 16:11 ), quando adentrou além do véu levando o incensário cheio de brasas ( Lv 16:12 ).

Ao entrar no Santo dos Santos Zacarias viu um anjo do Senhor e ao vê-lo, sentiu forte comoção e ficou com medo (v. 12). Foi quando o anjo lhe disse: “Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João. E terás prazer e alegria, e muitos se alegrarão no seu nascimento, porque será grande diante do Senhor, e não beberá vinho, nem bebida forte, e será cheio do Espírito Santo, já desde o ventre de sua mãe. E converterá muitos dos filhos de Israel ao SENHOR seu Deus, E irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto” ( Lc 1:13 -17).

Após acalmar o sacerdote, o anjo informou a Zacarias que sua oração fora ouvida, e que Isabel daria à luz um filho e que deveria dar-lhe o nome de João.

O anjo informou ainda que, o filho que Isabel teria, daria prazer e alegria ao sacerdote. Além do mais, muitos também se alegrariam no nascimento do descendente de Zacarias. A alegria seria decorrente do fato deste filho ser grande diante do Senhor, nazireu e cheio do Espírito Santo desde o ventre de Isabel ( Nm 6:1 -4).

O filho de Zacarias seria grande diante do Senhor, não conforme a concepção dos homens. Mas a grandeza do filho de Zacarias consistia em converter muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus.

Patrocínio

Depoimentos

left
"A concepção mais excelente de amor foi alterada com a dinâmica da língua, mas a essência do amor permanece inviolável".
 

Lançamento

left
Acesse a loja do portal Estudo Bíblico e adquira o livro 'A Obra que demonstra Amor a Deus'.